8 motivos para visitar o Farol Santander em São Paulo

terça-feira, 8 de março de 2022

Localizado no centro de São Paulo, a poucos metros do Mosteiro São Bento e do famoso Viaduto Santa Ifigênia, o prédio do Farol Santander é um ícone de São Paulo e representa bem a história da cidade como capital financeira do país. Claramente inspirado no Empire State Building de Nova York, foi construído na década de 40 para ser a sede do Banco do Estado de São Paulo e por mais de uma década foi o prédio mais alto da cidade.
Hoje o Banespa não existe mais, e a sede do banco que o adquiriu - o espanhol Santander - não fica mais ali, e sim num prédio mais moderno ali perto. O impressionante edifício Altino Arantes (esse é o nome de batismo dele) também já deixou de ser o arranha-céu mais alto da capital paulista há décadas. Mas a vista de seus mirantes, por conta de sua localização privilegiada, e seu interior totalmente restaurado e preparado para se tornar um centro cultural tornam a visita imperdível!
E aqui vão 8 motivos para conhecer esse cartão postal paulistano:

1- Localização
O edifício Altino Arantes fica no coração financeiro de São Paulo, bem pertinho de outros pontos turísticos bem paulistanos: o Mosteiro São Bento, o Viaduto Santa Ifigênia, a Galeria do Rock, a famosa Rua 25 de Março... quem visita o Farol Santander num domingo, como fizemos, tem o privilégio de poder caminhar pelos arredores sem aquela loucura de pessoas e trânsito dos dias de semana. Mas atenção: embora haja todo um esforço para revitalização dessa área, ainda é uma região perigosa e é preciso ficar sempre atento com seus pertences, assim como evitar andar à noite.
Farol Santander ao fundo do Viaduto Santa Ifigênia

2- Mirantes com vista para o centro de São Paulo
No 26o andar do edifício ficam os mirantes mais panorâmicos: dali é possível visualizar o Pátio do Colégio, marco zero da cidade; o Pico do Jaraguá; as icônicas Avenidas Paulista e São João; o edifício Martinelli; a prefeitura de São Paulo, e outros pontos importantes da capital - todos eles identificados nos vidros que protegem as sacadas. Ali também ficam binóculos disponíveis para os visitantes poderem ver mais detalhes dos seus pontos preferidos. 
mirante no 26o andar

3- Conhecer o Café do 26
No 26o andar também fica um café charmoso, cujas janelas têm a vista dos mirantes. Muito cosmopolita poder sentar ali e tomar um cafezinho sob a vista da cidade!

4- Exposições temporárias
Nos andares 19, 20, 22, 23 e 24 ficam as exposições temporárias, sempre bacanas e divulgadas na agenda de eventos disponível no site e incluídas no ingresso de entrada. O número de exposições depende da data, podendo haver mais de uma num mesmo período, e normalmente pelo menos uma é imersiva. Quando estivemos lá, em fevereiro de 2022, havia somente uma exposição em cartaz: Sombras Milenares. Era uma exposição imersiva incrível, que misturava luzes e sombras com padrões geométricos milenares.
uma das instalações da exposição Sombras Milenares

5- Dar uma paradinha no Boteco do 28
A grande atração do boteco localizado no 28o andar são os pratos e bebidas descolados e inspirados nas tradições e ingredientes brasileiros. Os preços são salgados e a vista da cidade é meio limitada, mas vale pelo charme do lugar.

6- Gastar um tempo na Vista 360 do 4 por Vik Muniz
No 4o andar, o consagrado artista plástico paulistano Vik Muniz demonstra seu amor pela cidade misturado às suas lembranças de infância numa homenagem à cidade. Usando materiais reciclados da última reforma do edifício, o artista criou painéis que formam uma foto 360o do entorno do prédio.
Ali também fica um autorretrato do artista, feito com pequenos círculos de papel. 
vista 360 por Vik Muniz

7- Viajar no tempo e ver como era um banco na década de 50
O 3o e o 5o andares são uma verdadeira viagem no tempo! No 5o andar ficava a sala da presidência do banco, e é possível passear pelas antigas salas de reuniões e escritórios dos diretores, todas preservadas com mobiliário e objetos originais - é impressionante ver como um banco funcionava sem sistemas informatizados. Ali também fica o Hall da Presidência, onde ficam os retratos de todos os diretores desde a inauguração do prédio. 
mesa de trabalho do presidente do banco na década de 50

Já no 3o andar ficam réplicas de cada departamento do banco na década de 50: há uma mesa para o gerente de pessoas jurídicas, uma para o responsável por assuntos "extrangeiros", e um outro ponto onde pode-se fazer uma simulação de um fictício investimento feito há cem anos e o quanto valeria hoje, passando por todas as mudanças de moeda ao longo dos anos.
malinhas simulando investimentos

8- Entrar na sala de espelhos e mergulhar na história do prédio
Essa é uma etapa imperdível da visita ao Farol Santander! No 2o andar fica uma sala de espelhos onde, através de projeção de imagens e áudio, o visitante é apresentado à história do edifício. Desde a inspiração dos projetos, o próprio projeto, o contexto histórico, até os dias atuais, e como tudo isso se interliga à história da própria cidade. São poucos minutos que valem a pena e fecham a visita com chave de ouro.
No 2o andar também ficam paineis com detalhes do projeto do edifício, comparativos entre outros prédios no mundo construídos na mesma época, detalhes das reformas pelas quais o prédio passou e outras informações interessantes.
painel comparando o uso dos andares na época da fundação x atualmente

👉 Localização e horários:
Endereço: Rua João Brícola, 24, Centro, São Paulo/SP
Todos os detalhes sobre horário de funcionamento, preço dos ingressos, agenda de exposições e outras informações importantes podem ser encontrados no site Farol Santander SP.

👉 Este post é parte de uma blogagem coletiva com o tema Top 8. Mais uma iniciativa do Grupo 8on8, onde um grupo de blogs desenvolve um tema comum, ilustrando com apenas 8 fotos e publicando no dia 8 de cada mês. Confiram os demais posts: 
📌 Chicas Lokas na Estrada | Top 8 - O que fazer no Centro do Rio de Janeiro
📌 Dani Turismo | TOP 8 destinos na pandemia
📌 Mulher Casada Viaja | 8 Museus Incríveis em Viena
📌 O Berço do Mundo | Liverpool: top 8 da cidade dos Beatles
📌 Travel Tips Brasil | Top 8 lugares para pedalar no Rio
📌 Viajante Econômica | Top 8 dicas para usar celular no exterior

📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍
Planeje sua viagem! 
Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.
🚗 Alugue um carro aqui: Rentcars
🛫 Compre passagens aéreas aqui: Passagens Promo
🏥 Contrate o seguro viagem aqui: Seguros Promo - use o cupom ENTREMOCHILAS5 e ganhe 5% de desconto!
📚 Compre livros e muito mais aqui: Amazon
📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍

- Salve essa imagem no seu Pinterest 👇-

11 comentários:

  1. Adorei relembrar a minha visita ao Farol Santander! Adoro aquela vista e o bom é que sempre tem alguma exposição nova, então dá para voltar várias vezes!

    ResponderExcluir
  2. O Farol Santander é tudo de bom né? Nós visitamos em nossa última viagem a Sampa, mas está na nossa lista de lugares que queremos ir novamente. Ótimas dicas

    ResponderExcluir
  3. Que interessante esse edifício. UM aplauso à forma como tem sido aproveitado, em vez de ser deixado ao abandono. Adorei a ideia das exposições temporárias e o banco dos anos 50

    ResponderExcluir
  4. Eu simplesmente amei o seu post sobre o Farol Santander! Não sabia que tinha tanta coisa legal pra fazer lá! Pensei que fosse restaurante, exposição e mirante! E tudo no mesmo andar rs… Estou indo próximo mês e amei a dica

    ResponderExcluir
  5. Na minha última vez em Sampa, eu aproveitei para conhecer alguns mirantes no centro e o Farol Santander foi um deles. Amei a disposição dos andares, onde cada um conta com um tema marcante.

    Muito bom em saber que há um incentivo cultural e que eles mantiveram viva a história do prédio, que faz parte do desenvolvimento da cidade de São Paulo.

    ResponderExcluir
  6. Você listou ótimos motivos para visitar o Farol Santander em SP. O lugar é lindo e fica perto de vários outros pontos turísticos em SP, como você apontou. Eu adoro aquela obra 360 do Vik Muniz. Acho sensacional!

    ResponderExcluir
  7. Cintia, estive no Farol Santander rapidamente em janeiro de 2020. Estávamos de passagem por lá e eu quis entrar mas não dava para demorar muito. Fomos então até o observatório e tirar fotos do centro de São Paulo. Mas agora lendo seu post já vi que tenho muitos motivos para visitar novamente o Farol Santander. Vou colocar na minha lista pra uma próxima oportunidade. Obrigada pelas dicas. bjs

    ResponderExcluir
  8. Como foi bom relembrar minha visita ao Farol Santander através do seu post! É um dos lugares do Centro de São Paulo que precisam estar na lista em um roteiro pela cidade! Ótimas dicas!

    ResponderExcluir
  9. Visitar o Farol do Santander é um belo passeio para quem visita São Paulo. E sua postagem está bem completa. Valeu!

    ResponderExcluir
  10. O Farol Santander é muito procurado pelo mirante, mas acho que ele é o menos atrativo da visita. Como bem você listou, os outros motivos se destacam, e as exposições temporárias são um convite a voltar sempre. Vocês foram à pista de skate? Acho inusitado ter uma escola de skate num prédio icônico como o antigo Banespa. Ótima dica de o que fazer em São Paulo. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Cintia,
    já me convenci com essa lista de 8 motivos para visitar o Farol Santander. Quando passeei pelo centro de São Paulo, deixei essa atração de fora do roteiro, mas agora já percebi que tenho vários motivos para voltar.
    Bjs
    Mari

    ResponderExcluir