Como é a visita guiada ao Mineirão

domingo, 12 de setembro de 2021

Ah, o futebol... uma parte tão significativa da cultura brasileira, não? Mesmo para quem não é especialmente fã do esporte, como eu, é sempre interessante observar como esse elemento é forte na nossa cultura, moldando comportamentos, interesses e até a geografia das cidades! Esse é o caso do Mineirão, em Belo Horizonte, que é muito mais que um estádio de futebol: faz parte da história da cidade, funciona como espaço de lazer e ainda é exemplo de projeto sustentável (além de ter sido palco daquele terrível 7x1 que ninguém esquece 😣).
Gostando ou não de futebol, vale a pena incluir o tour guiado ao Mineirão num roteiro por Belo Horizonte: além de fazer parte do famoso Circuito da Pampulha, é possível conhecer muito da história da cidade, visitar os bastidores do estádio, chegar pertinho do campo e, porque não, bater uma bolinha na lateral.
final da visita guiada, já pertinho do campo

O nome verdadeiro do Mineirão é Estádio Governador Magalhães Pinto, mas ele atende também pelo apelido de Gigante da Pampulha. Inaugurado em setembro de 1965 numa área até então pouco habitada de Belo Horizonte, acabou levando a cidade a crescer para aqueles lados, assim como foi fundamental para o desenvolvimento do futebol mineiro. Foi totalmente reformado para poder receber os jogos da Copa do Mundo de 2014: o campo foi rebaixado e foram instaladas cadeiras em toda as arquibancadas (foi o fim da famosa "geral"), além de diversas outras modernizações sustentáveis, como a capacidade de captação de água da chuva para utilização nos banheiros e a utilização de pneus dos tratores usados na reforma como acolchoamento do piso na atual área de aquecimento dos jogadores. Vale ressaltar que o aspecto que é marca registrada do estádio, aquelas famosas colunas inclinadas, não sofreu modificações - de forma que o Mineirão continuasse um dos cartões postais mais conhecidos de BH.
maquete das famosas colunas do Mineirão

E nem só de futebol vive o Mineirão - foram muitos os shows que aconteceram ali, como os das turnês de Elton John e Paul McCartney, bem como de bandas mineiras famosas como Skank. O estádio também é palco de eventos diversos, de feiras a desfiles de moda, além de funcionar como área de lazer aos finais de semana - sua área externa é perfeita para andar de patins, skate ou bicicleta. Atualmente, quem administra o Mineirão é um parceria público-privada, isto é, o governo do Estado em conjunto com um conglomerado de empresas privadas.
esquema atual do Mineirão
fotos da reforma para a Copa do Mundo de 2014

São dois os principais roteiros de visita guiada oferecidos no estádio, sendo que os dois incluem os bastidores, vestiários, sala de aquecimento, etc até chegar ao campo - a diferença é a presença ou não do guia também no Museu do Futebol, um conjunto de 14 salas que contam um pouco da história de Belo Horizonte, do futebol e, claro, do Mineirão. Nós compramos o tour completo, que leva 1h30, e foi ótimo: nosso guia era excelente e nos contou muitos detalhes e histórias que enriqueceram ainda mais a visita. Os ingressos podem ser comprados com antecedência pelo site ou diretamente no estádio.
A visita começa por uma das entradas do estádio, de onde se tem uma vista panorâmica do campo e das arquibancadas, e onde também ficam expostas as camisetas dos três principais times mineiros (Atlético Mineiro, Cruzeiro e América) e a taça do Campeonato Mineiro de 2014.
Depois seguimos para um saguão onde ficam o mascote da Copa e uma réplica gigante da bola utilizada nos jogos, assim como outros objetos alusivos à Copa das Confederações e Copa América. 
Dali seguimos para o Museu, onde as salas contêm muita história e diversos objetos interessantes, contando a história da cidade, o desenvolvimento do futebol em Minas, aspectos táticos dos jogos, camisetas doadas por diversos times brasileiros, instrumentos antigos utilizados na transmissão dos jogos décadas atrás, fotos de diversas partidas ao longo dos anos... Um acervo bastante eclético e que o guia ajuda a entender.

Por fim chegamos aos bastidores mesmo: vestiários, banheiros, sala de aquecimento, sala de imprensa (que na TV parece enorme mas é uma salinha bem pequena), até o corredor que leva os jogadores ao campo. É muito bacana se imaginar saindo para o campo onde mais de 60 mil pessoas aguardam e vibram!
vestiários
sala de imprensa
corredores estampam frases famosas de locutores de futebol

O fim da visita é marcado pela chegada ao campo. Pode-se sentar nas cadeiras dos reservas, ver o gramado de pertinho e até chutar a gol numa trave no cantinho do campo - só não pode pisar no gramado!

Em resumo: recomendamos muito! Como dito anteriormente, não é preciso ser fã de futebol para apreciar a visita. 

👉 Essa foi a terceira visita guiada que fizemos em estádios - temos posts do Morumbi, em São Paulo, e também do La Bombonera, em Buenos Aires.

👉 Links úteis:
Site da Lagoa da Pampulha

📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍
Planeje sua viagem! 
Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.
🚗 Alugue um carro aqui: Rentcars
🛫 Compre passagens aéreas aqui: Passagens Promo
🏥 Contrate o seguro viagem aqui: Seguros Promo - use o cupom ENTREMOCHILAS5 e ganhe 5% de desconto!
📚 Compre livros e muito mais aqui: Amazon
📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍

- Salve essa imagem no seu Pinterest 👇-


6 comentários:

  1. Morro de vontade de fazer essa visita guiada pelo Mineirão. Tudo no circuito da Pampulha é o máximo e me falta essa visita porque a última vez que estive em BH à passeio estava em reforma... Adorei conhecer um pouco pelo seu olhar!

    ResponderExcluir
  2. ANDRESSA BISPO DE BEIJA GOSSLERquinta-feira, 16 setembro, 2021

    Que legal! Bom saber que todo o investimento no estádio para a Copa do Mundo não foi em vão! Muito pelo contrário, eu adorei a parte dos bastidores, deve ser mesmo emocionante sentir um pouco o que os jogares sentem na hora de ir a campo! E a visita guiado no Mineirão parece ser muito completa! o Museu do Futebol é bem bonito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O investimento não foi à toa mesmo, Andressa, o Mineirão é lindo e parece estar sendo muito bem aproveitado.

      Excluir
  3. O Mineirão faz parte da minha história kkk. Não sabia dessa visita guiada. Adorei! Vou fazer quando voltar em Belo Horizonte.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, não sabia que tinha tanta coisa pra ver numa visita guiada no Mineirão! Meu marido quis ir e eu falei que não, agora me arrependi kkkk

    ResponderExcluir