Museu Republicano em Itu e arredores

A cidade de Itu, a cerca de 100 km de São Paulo, ficou conhecida nacionalmente como a cidade do exagero por conta das piadas de um famoso comediante da década de 70 - como ele era ituano, um dia arriscou uma piada sobre o tamanho dos objetos de sua terra natal, e foi então que a fama pegou. A cidade se aproveitou disso e começou a fazer jus à fama, quando foram instalados um semáforo e um orelhão gigantes na Praça da Matriz, no centro, e proliferaram as lojinhas vendendo souvenirs de todo tipo em tamanho GG.
Mas na verdade a cidade de Itu tem uma importância histórica muito maior que essa fama do exagero - até meados de 1860 era uma cidade muito rica e importante na então província de São Paulo devido à cultura da cana de açúcar. Com a crise mundial do açúcar, os ricos fazendeiros da região, insatisfeitos com o governo imperial, passaram então a articular o movimento republicano. Foi em Itu que ocorreu a primeira convenção republicana, originando o Partido Republicano Paulista e fazendo com que a cidade ficasse conhecida como "Berço da República". Não à toa há muitos lugares públicos na cidade batizados com "convenção" 😉
Refrescada a memória dessa parte da História do Brasil, vamos ao que interessa: o lindo Museu Republicano, que ocupa uma casa construída no final do século 19 e que conta a história da cidade dentro do contexto histórico em que ela progrediu.
O edifício pertencia originalmente à família Almeida Prado, mas em 1921 - ano do cinquentenário da Convenção Republicana - se tornou museu e foi incorporado ao Museu Paulista da USP (do qual faz parte também o Museu do Ipiranga, na capital, atualmente em reforma).
O acervo é bem eclético e pouco manteve da disposição da casa original - há muitos móveis, objetos e documentos de época, mas a intenção não é mostrar como era a residência e sim dar um panorama histórico do período de final do império e início da república, bem como contar um pouco da história da cidade. 
Já no saguão vê-se clara essa intenção: as paredes azulejadas mostram cenas da história de Itu junto a momentos importantes da história do Brasil. Vale dizer que o conjunto é lindo e já causa um impacto ao visitante.
Na sala à esquerda do saguão ficam expostos objetos e pinturas relacionados à história e reconstrução da casa, fotos dos primeiros edifícios da cidade, um painel explicando a importância da cultura da cana de açúcar para a região, e um pedaço de rocha tipo varvito, abundante na região e muito utilizada para revestir as calçadas da cidade.
Subindo as escadas tem-se acesso às outras salas da casa. Alguns cômodos são réplicas de como se vivia no final do século 19, como por exemplo uma sala de jantar, com a mesa posta, um quarto de dormir, e a estrela do museu: uma recomposição da "Sala da Convenção", com os retratos dos participantes na parede.
De uma das janelas do primeiro andar também se vê o jardim e seu desenho perfeito, um dos lugares mais bonitos da casa.
A última parte do museu fica descendo as escadas: uma sala com documentos, histórias e retratos de figuras importantes da cidade (inclusive uma parede cheia de caricaturas de um artista local). Na última sala, já próxima da saída, muitas informações sobre o transporte fluvial e a rota das monções entre os séculos 18 e 19. Ali fica exposta também uma parte de um "canoão", uma embarcação de origem indígena, enorme em tamanho, capaz de transportar toneladas em carga e pessoas, muito utilizada nas expedições entre São Paulo e Mato Grosso.
Quem quiser esticar o passeio pode ir caminhando até a praça, a poucos metros do museu, e ver o famoso orelhão (atualmente a praça toda está em reforma, por isso não conseguimos tirar fotos). Vale a pena também entrar na Igreja Matriz, cujo interior está em processo de restauração e é lindíssima - toda a parte próxima ao altar já está concluída. 
Ao redor da praça também se concentram as lojinhas dos souvenirs gigantes - portanto, se quiser levar um lápis ou uma escova de dentes enorme, ou ainda tomar o famoso "sorvetão de Itu", ali é o lugar!

👉 Ficha completa:
Site - www.mp.usp.br/museu-republicano-de-Itu
Aberto de terça a domingo, das 10 às 17 h - entrada gratuita
Rua Barão de Itaim, 67 – Centro Histórico
Contato para visitas guiadas - (11) 4023 -0240 / 4023 -2525 
E-mail: [email protected] 
No Facebook - @museurepublicano

👉 Quer conhecer mais da cidade de Itu? No blog Turistando com a Lu tem um post com muitas dicas de hospedagem e roteiros: O que fazer em Itu no interior de São Paulo

👉 Quer continuar o passeio pela região? Abaixo outras opções de museus e atrações ótimas próximos de Itu:
Museu da Cidade de Salto e Parque da Rocha Moutonnée, em Salto - post aqui
Memorial do Rio Tietê, em Salto - post aqui
Museu da Água, em Indaiatuba - post aqui
Adegas e restaurantes de Jarinu e Jundiaí - post aqui

Comentários