Show de tango bonito e barato em Buenos Aires - achamos!

Quando começamos a planejar a viagem para Buenos Aires, um item no topo da lista era assistir um show de tango - considero obrigatório para quem visita a capital argentina. Na minha opinião não tem nada mais portenho que tango, com sua dramaticidade e movimentos únicos. 
esbanjando riqueza sem
malinhas em 2006
Há muitos anos, na minha primeira vez em Buenos Aires, era livre, leve e solta e esbanjei indo com amigas ao show da Esquina Carlos Gardel. Essa é uma das casas de tango mais tradicionais na cidade, que fica num prédio que o próprio "Carlitos" frequentava nos idos de 1890.
O show ali é grandioso, muitos dançarinos e com uma historinha ao fundo. Lembro de não ter entendido muito da história, mas sim de ter ficado muito impressionada com o local (que é lindo) e com o show em si. Mas, dessa vez, bem menos abonada que da primeira, quase caí para trás com os preços: a entrada mais barata, somente show na platéia, sem jantar, sem bebida e (desconfio) sem cadeira, custava cerca de 80 dólares, ou mais de 300 reais. Multiplicado por 2, decidimos que teríamos que buscar outras alternativas...
Soubemos que no tradicional Café Tortoni, no centro de Buenos Aires, também há shows de tango, mais modestos e mais em conta, mas pelo site não conseguimos saber os preços.
Até que finalmente topamos com essa super dica do site 360 Meridianos, reforçada pelo Viaje na Viagem, dos shows de tango que acontecem no Centro Cultural Borges - que fica localizado, vejam só, dentro da Galeria Pacífico, aquele shopping mais que famoso na Calle Florida. Fácil de achar, sem filas para comprar, e com preço super em conta: 470 pesos, ou cerca de 70 reais.
O Centro Cultural tem entrada independente da Galeria Pacífico, pela Calle Viamonte, mas mesmo dentro do shopping é fácil de encontrá-lo, há várias placas indicativas. Há sempre exposições variadas e diversos espetáculos em cartaz. Nós compramos os ingressos para o show Bien bailado y bien porteño da companhia Bien de Tango com um dia de antecedência, mas havia lugares para o mesmo dia também. Importante: na bilheteria não se aceita pagamento com nenhum tipo de cartão, somente dinheiro, e a venda online (que não testamos) é feita pelo site www.plateanet.com.
Agora o show em si: para mim, foi na medida. Não há jantar nem coquetel antes ou depois do espetáculo. O teatro é pequeno e nos sentamos numa das primeiras fileiras (os lugares são marcados mas não há marcação física nas poltronas, na entrada alguns funcionários verificam os ingressos e vão orientando as pessoas). A duração é de aproximadamente 1h30 e além dos bailarinos também havia um casal de cantores. Nada de história que precisasse ser acompanhada (ufa!), e os bailarinos, cantores e a orquestra se revezavam ou se apresentavam juntos em cada música. Ficamos abismados com a técnica dos bailarinos, ainda mais vendo de tão perto! Acredito que as músicas sejam bem conhecidas dos argentinos, uma senhorinha ao meu lado cantarolava todas, dava até vontade de cantarolar também 😊 
Em resumo, na nossa opinião foi um espetáculo bastante emocionante e bem feito, sem exageros, que mostrou o tango tradicional de forma a agradar tanto os próprios argentinos (maioria na platéia) quanto o estrangeiros como nós. O único senão é que não é permitido tirar fotos em nenhum momento do espetáculo, por isso nosso único registro é esse do pôster na saída. Mas nada é perfeito mesmo, certo?

Links úteis:
Esquina Carlos Gardel - esquinacarlosgardel.com.ar
Café Tortoni - www.cafetortoni.com.ar
Centro Cultural Borges - www.ccborges.org.ar
Post do 360meridianos com a dica - Tango barato em Buenos Aires: Centro Cultural Borges
Post do Viaje na Viagem com a dica - Tango BBB em Buenos Aires : Centro Cultural Borges

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<
Essa viagem a Buenos Aires fez parte de um roteiro que incluiu também Colonia del Sacramento, no Uruguai. Os outros posts relacionados estão aqui:
Colônia del Sacramento e Buenos Aires - sem malinhas! - post geral
Visitas guiadas a Casa Rosada e Teatro Colón - por que valem a pena
Roteiro na Recoleta: o que fazer e onde comer
Roteiro em La Boca: Camiñito e visita guiada ao La Bombonera
Conhecendo o Navio-Museu Presidente Sarmiento em Puerto Madero - Buenos Aires
História da Argentina em 3 museus de Buenos Aires - post especial
Colônia del Sacramento a 2

Comentários