Zoológico de São Paulo com 3 malinhas

Nove anos depois - e carregando duas malinhas a mais - aproveitamos o período de férias e fomos novamente ao Zoológico de São Paulo. Já era um passeio que planejávamos faz tempo pois os malinhas amam um zoológico, e nessas férias vimos que havia um atrativo a mais: o Mundo dos Dinossauros, que deixou o malinha menor alucinado!
O zoo de São Paulo é o maior zoológico do Brasil, existe há mais de 60 anos e ocupa uma área de mais de 900 mil m2 de mata atlântica dentro da cidade. Algumas curiosidades interessantes: a nascente do famoso rio Ipiranga fica dentro da área do zoo, e os primeiros animais "exóticos" - camelos, leões e elefantes - foram adquiridos de um circo na época da inauguração (naquele tempo todos os circos tinham animais).
Como todos os zoológicos atuais, eles vêm investindo bastante no trabalho de preservação e estudo de espécies ameaçadas de extinção, assim como em reabilitação de animais resgatados.
Nossa última experiência lá tinha sido num feriado no meio da semana e estava lotado. Dessa vez fomos num dia de semana bem frio e estava extremamente tranquilo, aproveitamos muito e saímos com os portões fechando!
Logo na entrada há um lago lindo, com muitos patos, marrecos e cisnes, e por toda a parte há uma boa estrutura de banheiros, bebedouros e quiosques. Próximo ao local das girafas fica um restaurante maior, que serve também pratos prontos e não somente lanches e salgadinhos. Dá também para levar o próprio lanche e utilizar os vários bancos e mesas espalhados pelo parque. Todos os caminhos são pavimentados, bem fáceis para quem leva carrinho, e também há 2 fraldários.
Achamos bacana que o espaço dos animais maiores é bem grande, e na frente há sempre uma espécie de arquibancada para que os pequenos possam subir e ver os animais lá no fundo. A não ser, é claro, que o animal seja como esse hipopótamo que resolveu dormir com a cabeça apoiada na grade. Dava pra ver até os bigodinhos!
Há mais de 3 mil animais no zoológico, incluindo seleções especiais de répteis - muitas serpentes impressionantes! - e anfíbios - sapos enormes e rãs pequenininhas e coloridas. Os animais maiores sempre impressionam: leão, elefantes, girafas, tamanduás, assim como os pássaros coloridos e barulhentos. 
Para todos os animais há placas de identificação contando um pouco da espécie, quanto tempo vivem, de onde vêm, etc. Um ponto que poderia ser melhorado é a localização de algumas dessas placas, que em alguns casos ficam muito longe dos visitantes e por isso difíceis de ler.
Dentro do parque há mais duas atrações: o Zoo Safari (antigo Simba Safari), aquele passeio onde pode-se entrar com o próprio carro ou de van, e o Mundo dos Dinossauros.
Nós compramos o passeio ao Zoo Safari ali dentro mesmo, e fomos de van. É um percurso de aproximadamente 3 km, onde alguns animais estão soltos e podem ser alimentados com a ração vendida junto com os ingressos. Foi legal mas pelo que custa (R$ 28 por pessoa a partir de 4 anos) poderia ser muito mais - são poucos os animais soltos de fato. Naquele dia, somente os camelos e os emus vieram comer na mão. Há dois espaços com macacos (onde deve-se fechar os vidros pois eles podem machucar as pessoas), e o restante dos animais estava separado com grades e muitos deles muito longe da vista, caso da lhama e do leão.

O Mundo dos Dinossauros, atração também paga à parte, é um espaço que conta com vários dinossauros "animados" - aqueles que se mexem e fazem barulho, parecidos com os que vimos no Vale dos Dinossauros em Gramado e em Foz do Iguaçu. No caso do zoo, como estão num espaço menor, o efeito é um pouco mais impressionante.
Nosso pequeno aficionado por dinossauros delira quando tem oportunidade de vê-los tão de pertinho. Ele entende tanto que, mesmo sem saber ler ainda, já sai falando o nome de todos os dinos que vê 😍
Ao final do cantinho dos dinossauros, que conta com um parquinho fofo com brinquedos em forma de dinossauros, fica aquela onipresente lojinha com brinquedos superfaturados. Ali ao lado fica também o Cinema 4D - pago à parte - que já adianto se tratar de uma cilada. Um filminho chinfrim curtíssimo, com óculos 3D sem definição nenhuma, efeitos especiais fraquinhos (2 ventiladores ligam em determinados pontos do filme pra simular uma ventania). Até o malinha doido pelo Jurassic World saiu decepcionadíssimo, tadinho... Não recomendo, melhor economizar essa graninha.

O zoológico conta ainda com algumas atrações que funcionam com horário marcado, como o Formigueiro e a Aldeia Indígena, que não conseguimos ver porque começamos o passeio do lado oposto do parque 😢

Aqui nesse link todos os detalhes de preços e funcionamento do zoológico: www.zoologico.com.br

Ele está aberto todos os dias, das 9 às 17h. O estacionamento fica em frente e custa o valor fixo de R$ 20. É possível ir de metrô também, os detalhes estão no site.
Passeio bom para todas as idades, vimos muitas famílias com bebezinhos e também com pessoas mais velhas. Meus malinhas adoraram, a mais velha viu de pertinho muitas das coisas que tinha estudado sobre animais recentemente em Ciências, o mais novo adorou ver de pertinho os animais que adora ver nos livros. Na nossa opinião, desnecessário pagar pelas atrações à parte, o zoo cumpre bem seu papel sozinho. Uma ótima opção para as férias! 

Quer mais dicas de passeios com crianças em São Paulo? Tem nesses posts aqui:
São Paulo - dicas de passeios com crianças
Museu do Futebol e Morumbi - mais passeios com crianças em São Paulo


Mais passeios em São Paulo - Catavento Cultural e Mercadão

Comentários